Saudades da gente

22 de abril de 2018

Eu comecei a sentir saudades da gente, e ela insiti em persistir. E eu sei quando ela começou.

O processo de viajar sozinha em si todo é bom, eu gosto. Mas descobri que com o tempo pode bater um momento de solidão, que faz parte e tudo bem, mas no meio desse processo, depois de 12 dias viajando sozinha, com tempo demais e cabeça vaga eu comecei a sentir essa falta. Falta da gente. Especificamente de partilhar, de ter ali do lado, de poder contar no final do dia sobre o dia em si. 
É algo que eu não gosto de dizer em voz alta, porque não tenho muita facilidade em assumir isso, e dizer em voz alta é basicamente assumir. Mas me bateu tão forte que eu falei com as minhas irmãs. Não nesse dia, e essa que é a questão.

Isso tem dois anos. Um ano e alguns meses na verdade. Eu senti a falta da gente há um ano e alguns meses e achei que fosse momentâneo. Fazia parte da solidão que aquele fim de viagem estava me trazendo. 
Mas nesse meio tempo foi o processo que passei de aceitar isso e conseguir falar em voz alta. Eu entendi que na verdade não sinto realmente falta da gente, mas de alguém com quem compartilhar certos momentos. Você representa isso. Agora um certo vazio, que me é estranho. 

Que acarretou com um outro vazio e juntando os dois o futuro me parece formado boa parte dele por um vazio, que não vejo realmente como não me ser estranho. 

You Might Also Like

0 comentários

Instagram