Lua

31 de agosto de 2015



Quando fechei o livro e o guardei na bolsa vi atrás do vidro a lua, por entre eu e árvores, prédios e muros que dificultavam vê-la melhor. Nessa hora me frustrei um pouco por ter ficado todo tempo concentrada na leitura e só ter enxergado a lua uma estação antes da minha. Perdi aquela beleza por tanto tempo e agora mal podia ver por causa das árvores, prédios e muros.


Imaginem então a minha surpresa, quando ao fechar o portão da minha casa me virar e me deparar ali sem querer e sem qualquer árvore, prédio ou muro ela. Só o brilho amarelado da lua e meu olhar e todo o tempo que a gente quisesse.

You Might Also Like

0 comentários

Instagram