7 on 7: Coisas que amo, que me representam.

7 de julho de 2014


O 7 on 7 é um projeto de fotografia que eu e mais 6 meninas aderimos e vamos começar hoje, dia 7 de julho. Explicando melhor: vão ser 7 postagens, todo dia 7 de cada mês, por 7 meses (ou seja, até dezembro), sendo que cada mês terá seu próprio tema. Em relação aos temas, decidimos que cada menina participante escolheria um para algum mês.
Quem está participando? Além de mim quem está nessa é a Thamires, do blog Lunettes; a Bruna e a Suelen lá do Vitrola Fashion; a Maissa do Tirei da Gaveta; a Ingrid do Gosto de Canela; e por fim minha queridíssima irmã Débs lá do Ensaio Sobre Mim.

O tema desse mês foi escolhido pela Suelen e ela deu a ideia de postarmos sete fotos que nos representem, que mostrem as coisas que gostamos, nos identificamos, seria meio que uma apresentação de nós para vocês e para nós mesmas já que nem todo mundo se conhecia.
Eu não quis ir pelo óbvio, não quis tirar foto de coisas que eu já falei repetidas vezes aqui no blog que eu não consigo viver sem, como música por exemplo. Quis ir por outro caminho. Além disso os temas começaram a ser propostos no fim de junho, ou seja, sem muito tempo para sair por ai fotografando, então tem foto nova e feita para esse post, como tem foto que tirei em outras ocasiões. Mas tudo foto feita por mim e tudo de coisa que amo, então está valendo.

1. Céu azul


Meu Deus! Eu amo, sou apaixonada, louca por um céu azul, assim, muito mesmo! Quando eu saio de casa de manhã e vejo um céu azul meu dia já começa bem e eu não estou sendo exagerada. Quando eu saio de casa e vejo um céu cinza meu humor já fica meio cinza junto. Essa diferença de cor no céu afeta mesmo meu dia, porque tudo fica mais lindo com céu azul, o Rio de Janeiro fica mais maravilhoso ainda com ele. 


2. Toque do sol na pele



Amo sentar no lado do ônibus que bate o sol. Quando entro no ônibus e está todo mundo do lado direito fugindo do sol, eu sou a louca que vai para o lado esquerdo, porque sentir o toque de um raio de sol na pele é prazeroso demais para fugir. Ando do lado da calçada que tem sol (quando não está o calor de 40º do Rio de Janeiro), sento no banco que está batendo sol enquanto espero um amigo na rua, vou para a janela pegar sol no rosto quando estou em casa... Essa foto que bati aqui do lado de fora de casa com pijama e bah representa muito esse espírito de prazer e calmaria que esse toque é para mim.

3. Comer, comer.



Aff, fala sério, quem não é apaixonado por comida? Por mais estranho que pareça existe ser que não seja, mas não faço parte desse time, porque meu Deus como eu amo comer! Essa foto tirei em uma viagem com amigas para Minas Gerais (Ouro Preto) e representa muito bem essa paixão, porque comida mineira é boa demais, demais! Tanto que o que eu trouxe dessa viagem para minha família foi: comida! hahahahaha. Comer é muito bom e me representa muito! hahaha Sou muito feliz (de verdade, sou mesmo) por ter nascido em um país tão forte na gastronomia com pratos típicos tão deliciosos: alô feijão tropeiro e farofa meu amor!

4. Andar


Pois é. Eu amo andar. Eu fico meio receosa de pedir a alguém para ir ali ou aqui comigo, porque a pessoa pode não curtir andar, eu já sou simplesmente o contrário, o máximo que eu puder fazer sem pegar ônibus/metrô/trem eu faço. Eu amo andar, descobrindo novas ruas e novos caminhos, olhando a cidade. A única coisa que peço é que seja um local interessante e o fim da caminha também, por exemplo, andar pela cidade do Rio para ir ver uma exposição, ou quando viajo para um local de praia nas férias, fazer tudo andando pela cidade onde estou, aproveitando para conhecer as praias pelo caminho e a cidade em si. Se o local for interessante e o destino final da caminha também, me chama que eu vou contigo!

5. Pegar estrada


Essa foto é antiga (até porque é analógica, a única do post) e tinham outras duas, também antigas, que fiquei na dúvida para pôr aqui, mas acabou sendo essa, porque acho que ela é a que representa da melhor forma o prazer que tenho de pegar uma auto-estrada rs. Tirei meio no "vamos ver se sai" (qual foto feita por câmera analógica não é tirada nesse espírito?) porque o momento estava bom demais e eu queria tirar uma foto dele, que é justamento o momento de pegar estrada. Essa foto foi tirada enquanto eu voltava de Mangaratiba, na Rio - Santos, que liga o Rio de Janeiro a São Paulo. Lá em Mangaratiba tem uma praia amor chamada Apara que é onde nós aqui de casa vamos quando queremos paz e sossego, praia vazia fugindo de Copacabana - Ipanema lotadas. E um dos motivos a mais que me faz amar ir até Apara é exatamente pegar a estrada, vento no rosto (e sol batendo na pele), a vista maravilhosa e sempre com companhia boa (pai, irmãs e alguma amiga junto). Tem como ser ruim?


6. Andar de long


Falando assim parece que eu manjo muito, mas a verdade é que eu manjo pouco (a marca imensa como cicatriz de um pedaço de carne que foi tirado do meu braço não me deixa mentir), mas eu manjo o suficiente para amar isso. Eu não ando tanto quanto eu gostaria (até porque tenho problema de coluna e meu pé direito fica ferrado quando resolvo dar uns rolês por aí), mas eu não me arrependo de ter me presenteado com esse long ano passado, porque quando posso andar é sempre muito bom. Só preciso ganhar mais confiança em cima dele para quando ele pegar velocidade (que ele foi montado por encomenda exatamente para isso) eu me sentir segura e curtir o máximo. Quero levar esse hobby pra vida.

7. Arte (Moderna)


Para finalizar sendo bem minha cara, porque preciso falar de museu em algum momento, vou falar aqui indiretamente falando de arte hahahahaha. Fotografei meu livro do Kandinsky para representar esse ponto. Kandinsky pai do abstracionismo é meu amor exatamente por isso. Quando fui na exposição do Sylvio (A inusitada coleção de Sylvio Perlstein) no Museu de Arte Moderna (MAM) aqui do Rio eu simplesmente fiquei en-can-ta-da, melhor exposição que já fui. Meus amigos que também são amantes de arte moderna, ficaram tão loucos quanto eu. Lá tinha uma obra do Kandinsky, vê-la foi emoção demais, porque foi a primeira obra dele que vi ao vivo e a cores! Tirei foto escondida (eu nem sou dessas, acho meio estúpido ficar tirando foto de tudo, mas...) do quadro dele e da Mona Lisa do Marcel Duchamp que se não estivessem tão cagadas (tiradas clandestinamente pelo celular, imagina!) estariam aqui.


Então dia 07 de agosto volto com mais um 7 on 7 das lindas, que espero falar menos do que falei aqui, o projeto é de fotografia mas tem muito mais texto que foto rs. Se a gente for seguir o calendário direitinho no próximo post mostrarei os melhores momentos desse mês que se inicia, mas vamos deixar para falar disso no próximo dia 07!

You Might Also Like

4 comentários

  1. Sarah, eu adorei suas fotos, elas são diferentes e tão profundas! Tá de parabéns :D

    ResponderExcluir
  2. Vocês são um bando de bobas falando que as fotos ficaram sem graça! Todas ficaram ótimas. E eu não lembrava dessa viagem de Arraial que você falou. Ela foi tão insignificante que eu nem tenho gravado na memória hahaha.
    Bj

    ResponderExcluir
  3. Quanta poesia nas suas fotos, adorei!
    Nossos gostos realmente são muito parecidos <3.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. confesso q minha foto preferida é de longe essa sobre "pegar estrada".. achei legal q nossos gostos sao mega parecidos reparam os outros posts?? <3

    ResponderExcluir

Instagram