E essa relação...

15 de agosto de 2013



Meu corpo tem essa ligação direta e indireta com esse meio que ele convive, o mundo, a natureza. 
Seja de uma forma ruim com a alergia que ataca sempre que o tempo muda, ou seja de forma boa, quando o contato com a natureza trás aquela paz e aquele bem estar tão desejados de volta. 

Mas quando o assunto é o céu a relação se transforma, varia, é uma eterna metamorfose que vai acontecendo com o mover das nuvens.  Talvez seja por isso que eu prefira o meu amado verão. Quando o inverno chega o céu fica cinzento e com ele meu estado de espírito. Acho incrível o poder que isso tem sobre mim. O inverno chegou no Rio e foram dias e dias de nuvens carregadas entre o chão e o céu vividos de forma retraída sem muitas palavras, riso, paciência ou humor. Até que as nuvens se foram, seguiram seu caminho dando espaço para o meu azul querido em cima de mim, quando fui para a rua e o vi me senti mais leve, deixei sair um riso alegre e segui o dia ouvindo Mumford and Sons ao invés do Bon Iver dos dias anteriores. Tudo foi melhor porque eu estava melhor. Quando soltei o meu riso ao olhar para o céu foi que eu tive a certeza dessa influência escancarada que este tem sobre mim. 

Uma coisa é fazer o caminho de sempre com o banhar do sol no corpo acompanhado de um azul maravilhoso e outra coisa é fazer com um cinza tristonho.
Mesmo que esse banhar aconteça só na volta para casa, como hoje, meu espírito já agradece, se modifica e tudo termina bem.

You Might Also Like

0 comentários

Instagram