Mulheres Solteiras...

2 de março de 2013

Posso começar a falar um mundo de bobagem por aqui, afinal não é nada baseado em pesquisas feitas em Harvard nem por aqui mesmo na UFRJ, são só coisas da minha cabeça.

Resolvi escrever, porque já tem um tempo que venho reparando e comentando com uns amigos meus por aí (capaz de algum amigo ler esse post e já ter escutado tudo o que vou falar aqui) umas mudanças na vida amorosa das mulheres, e hoje vendo Saia Justa (azul porque a voz foi dada aos homens dessa vez) isso me deu a vontade de organizar esses meus pensamentos.

Passou um vídeo no programa do Marcelo Paiva falando sobre as verdades que as mulheres não contam, mas logo depois passou outro (que infelizmente não achei o link) onde ele deixou um questionamento no ar para os apresentadores, sobre as crises da mulher moderna.
Durante o debate o Eduardo Moscovis levantou a questão que foi denominada por Dan Stulbach através de um grito como "Os Homens Estão Confusos" de que os homens não sabem mais como agir em relação aquelas convenções básicas, ditas como "regras" que os homens devem cumprir no relacionamento, como pagar a conta, andar do lado de fora da rua, abrir a porta e por aí vai, porque as mulheres não querem mais se sentir fragilizadas mas também sentem falta quando eles não fazem uma dessas coisas.

O que talvez complemente meu pensamento sobre o que tenho visto por aí. Obviamente falo aqui de forma geral, isso não se aplica a todas as mulheres, mas a questão é que as mulheres que eu vejo se encaixando nesse novo perfil de "Mulher Moderna" são as que eu mais vejo solteiras, talvez seja porque os homens estão confusos?

O que eu digo como sendo "Mulher Moderna" é aquela mulher que já passou dos vinte anos, que faz a faculdade dela, já pensando em quando vai terminar o mestrado, que tem a mente hiper aberta, tem um papo daqueles, se veste bem, tem bom gosto, é bonita, interessante... mas está solteira.

O problema é, que os caras que se encaixam nesse perfil têm sempre uma mulher do lado, porque as mulheres não tem um homem do lado?

Não sei se tem uma resposta certa para isso, talvez a imagem da mulher esteja mudando (sim, ainda está, apesar de isso já ser bem forte, porque há uns 20 anos isso era bem diferente) e o homem ainda precise se adaptar a isso? Na verdade eu acho que não, os homens devem até gostar desse novo tipo de mulher. A questão acredito eu (nada de pesquisa comprovada por Harvard, repito) é que as mulheres é que não estão se contentando com pouco, essas mulheres não necessitam nem clamam por um cara ao lado delas, não que elas se auto-satisfaçam por completo, mas para um cara estar ao lado delas ele precisa ser um cara que faça valer a pena. Elas não vão se relacionar com qualquer cara, que não acompanhe o pensamento, que não compartilhe do bom gosto, que não lide tão bem com a independência dela, apenas por se relacionar, apenas para ter um cara ao lado dela, apenas para dizer que não está solteira, acho que faz parte desse novo perfil não dar tanta importância para isso. Já os homens acredito eu, eles não procuram muita coisa em uma mulher (não que eles venham a se contentar com qualquer uma), mas eles não ligam tanto para isso, logo não procuram tanto isso. Se a menina é legal, bonita, tem um bom papo, sabe porque não? Na verdade  acho até que eles prefirem uma mulher mais simples a uma mulher complexa, então para eles arranjar uma companheira se torna mais fácil que para elas.

Isso, repito novamente, é tudo coisa da minha cabeça. É só que eu precisava achar uma explicação pra tanta mulher ao meu redor com mais de vinte anos, já chegando nos trinta e outras que já ultrapassaram os trinta, umas até que admiro (alô Nina Lemos e Julia Petit) solteiras, sem maridos ao mesmo tempo que são  lindas, com formação ótima, papo incrível, gosto excelente e com tudo quanto é qualidade.

Sabe, why?

You Might Also Like

0 comentários

Instagram