Massinha Amarela Pálida

16 de outubro de 2012

Eu ia pôr a foto da "original" a da Nestlé, que era a que eu tomava
 mesmo. Mas essa me lembrou tão mais a minha infância,
 que acabei cedendo e colocando essa foto.

Nossa mente é capaz de voltar no tempo através de foto, música, cheiro, comida. Uma coisa que você vê, ouve, sente ou come e te faz voltar a anos atrás.

Quem nunca sentiu um cheiro e ficou "céus, o que esse cheiro me faz lembrar, o que é, o que é" e ficou com aquele incomodo enorme até ter um insight e puft lembrar o que o tal cheiro te faz lembrar.
Porque aquele é o cheiro que você tem como referência daquele objeto, daquela pessoa, ou daquele momento.

E eu tinha um sabor para a minha infância. Quando eu pensava na minha comida preferida da infância, ou uma comida que me fizesse viajar no tempo e voltar a infância, vinha esse sabor a minha boca.
Sabia que eu amava a tal comida que tinha esse sabor, o problema é que eu não lembrava qual era a comida. Eu só lembrava que era algo meio amarelo, meio que uma massa, que mamãe colocava na mamadeira (eu sempre amei mamadeira, mesmo depois de um pouco "mais velha") e eu amava!

Desde sempre que tenho essa memória em minha mente, e isso me incomodava, queria saber qual era a tal da comida e comer de novo,já que era muito bom. Então compartilhei a lembrança com mamãe, porque afinal ela que me alimentava, ela deveria saber o que ela me dava de comer quando mais nova. Mamãe cismou que era Nestón, e como ela sabia que eu supostamente amava Nestón, ela cismou em comprar para mim. Mas não, não era Nestón, eu nem gostei de Nestón para ser sincera, tem um gosto estranho, na verdade não tem gosto e esse é o problema.

Se não era Nestón era o que céus? Não conseguia lembrar de nenhuma outra comida de criança que mamãe me dava, porque eu tinha certeza que era uma dessas comidas de criança, tipo Nestón, que toda criança toma na infância, que vem em potinho e você mistura com leite.

Mamãe teve um insight divino e disse "Farinha Láctea filha! É Farinha Láctea, vou comprar pra você!". Ela comprou. Pela cor, amarelinha, meio pálida, meio sem cor, eu já sorri! Abri o pacotinho e subiu o cheiro, aaaaaah, sorri mais um pouquinho, aquele cheiro bom que eu associava aquele gosto bom!
Misturei com tudinho que indicava na embalagem, esquentei e finalmente levei uma colherada na boca!
Céus, Farinha Láctea era a comida que eu tanto procurei e não lembrava o nome, sabe-se lá porque, caiu no lado do esquecimento do meu cérebro. Que delícia, que delícia. Minha infância veio toda na minha boca, o sabor era de mais de 10 anos atrás!

O sabor da minha infância é Farinha Láctea e eu finalmente descobri o nome dele. Comer F.L. é lembrar dos meus anos de correr descalça, de ainda poder tomar na mamadeira, de ir para o colégio fazendo manhã para não ir, de lembrar de papai morrendo de rir vendo Chaves e eu odiar porque não entendia o humor daquele programa, dos vários cachorrinhos que já correram pela minha antiga casa, é lembrar da minha antiga casa e dos bolos de lama que e a gente fazia com a amiguinha da primeira casa da rua, lembrar de andar de bicicleta  ou construir um balanço na árvore na casa dos meus primos.

Farinha Láctea é o nome que rotula o sabor de uma das melhores épocas da minha vida. Que delicinha, sua massinha amarela pálida que é boa de se beber na mamadeira!

You Might Also Like

0 comentários

Instagram