Home, sweet home.

24 de janeiro de 2012

As pessoas costumam ter hobbys, cada um o seu hobby particular, aquilo que gosta. Mas as vezes ocorre que uma família acaba tendo um hobby, as vezes veio dos pais, que passaram para os filhos, eles gostaram e pronto virou o hobby da família.

Aqui em casa, meu pai não tem nenhuma hobby para passar para as filhas, nem minha mãe. Nem eu tenho, nem minhas irmãs para passarmos umas para os outras, para os outros. Mas acabou que todos temos uma coisa em comum, que a gente ama. Casa, casa, casa, casa.

Eu nem sei quando nos tocamos para isso, só sei que nos tocamos, e quando fomos perceber, estávamos todos apaixonados por isso. Completamente.

É normal as pessoas gostarem de casa, admirarem e quererem ter uma super casa. Mas com a gente a coisa vai um pouco mais e a coisa também é mais sincera, risos.

Acho, que tudo começou quando a gente começou a cogitar a idéia de se mudar, no caso, para o apartamento que moramos hoje. Do início da idéia até ela se concretizar demorou um certo tempo, nesse tempo, acho que acabou surgindo essa paixão.

Começamos a olhar mais as casas, a procuramos casas como queríamos, a anotar o telefone quando passávamos por uma do nosso agrado, começamos a visitar casas e casas e casas, e isso era tão legal! É a gente começou a achar isso realmente legal, a gente começou a gostar de procurar casa, de visitar casa, a catar casa pela internet.
O contraditório é que nem eu e nem minhas irmãs vimos o apartamento onde moramos agora, umas horas antes da mudança que meu pai trouxe eu e minha irmã Débs aqui para vermos, mas já estava comprado e o caminhão já estava para chegar. A Ester acabou conhecendo ele junto com as pessoas que ajudaram na mudança.

Mas apesar dessa contradição, depois que nos mudamos isso continuo. Minha mãe até hoje procura casa na internet, é o pequeno hobby dela, toda vez que entra na internet fica em sites de venda de casas e fica vendo e vendo e vendo. As vezes a gente acaba pegando o telefone e ligando para ver o preço, o tamanho dele, o número de quartos, e ficamos comparando os locais em relação ao valor de casa naqueles locais.
Sempre quando saio por aí fico olhando os apartamentos e casas e fico vendo quais estão com placas de venda-se ou aluga-se. Pensando se valeria a pena, se o ape é bom.
Meu pai ama falar de casa, e observar, ver casa. Sempre quando saímos e vamos para algum lugar que tenha boas casas, sempre tem um tempo nas nossas conversas que o assunto principal é esse.

Costumamos viajar para um lugar de praia nas férias, sempre é a mesma coisa. Durante o caminho de ida e volta para a praia a gente fica procurando casa para alugar e vender, pegando o telefone loucamente e ligando depois.

Os programas de casa na televisão ... hahaha meu pequeno vício e da Ester. Property Virgins, House Hunters International, Casa Brasileira, Makeover, Decora, Design Divino, e por ai vai ... AMO esses programas, ver as pessoas comprando casa, os preços das casas, como é esse processo, os arquitetos falando das casas, de como pensaram e planejaram ela, dos donos falando delas, amo ver o processo de criação, dos designers construindo e pensando nos cômodos e nos móveis, amo tudo e cada programa.

Aqui em casa, a gente ama pensar em coisas para fazer na nossa casa, principalmente coisas para enfeitar os cômodos, detalhes, coisas bobas, mas a gente curte.

Isso tudo me lembro o filme ABC do Amor, em que Rosemary leva Gabe para ver um apartamento para o  pai dele, e por isso ela acaba falando que gosta de ver apartamentos no jornal, e de ir lá ver.

Fico pensando que quando eu me casar, vou fazer disso o meu pequeno hobby, ficar visitando casas e as vendo.
Minha única preocupação é o corretor. É o trabalho dele, e não pretendo comprar, é apenas o prazer de ver a casa, mas ai vou estar tomando o tempo do coitado do corretor, criando esperanças nele, e ele já pode até estar criando planos com o dinheiro, compartilhando com a esposa e a filha que está por vir, e eu estou criando uma ilusão no trabalhador sabendo disso.

Não sei se terei essa culpa, mas esse parece ser um ótimo hobby para meu eu casado.

You Might Also Like

0 comentários

Instagram