S de sinceridades.

24 de setembro de 2011

Nós temos o livre arbítrio, podemos pensar, sentir, fazer o que a gente quiser, mas nem sempre podemos demonstrar isso, e por bobagem.
Eu não gosto da idéia de ter que falar algo que não é verdade, ou ter que demonstrar um sentimento que não estou sentindo. Mas vivo sendo obrigada a fazer isso para não afetar o ego de outra pessoa, ou seja o que for de outra pessoa.
A pessoa faz uma pergunta, ou seja pediu sua opinião, mas tem momentos que você é impedido de da-la, pelo menos a sua sincera opinião, porque se você der a pessoa fica seca e de cara fechada. Oras, porquê? Eu não falei para implicar, magoar, ser grossa ou o que quer que seja, a pessoa que fez a pergunta poderia aceitar a resposta, que foi sincera, e agir normalmente.
Ou quando estamos conversando e alguém fala alguma coisa e você se vê forçado a rir, se não rir pode pensar que você esta bravo, ou chateado, ou esta sendo chato, ai fica de cara feia para você, não, você apenas não quis rir naquele momento, simples de entender.
O fato é que as pessoas poderiam ser mais sinceras quanto a tudo isso, e poderíamos também deixar todo o sentimentalismo que é ferido de lado, bobagem! Poderíamos aceitar melhor a idéia do outro mesmo que fosse contrária a nossa, aceitar a resposta do outro, mesmo que não seja a que estávamos esperando ou a que estávamos querendo, não obrigar a outra pessoa a rir mesmo com ela não querendo.
Eu não curto nem um pouco isso tudo. Gosto de ficar séria quando quero ficar, gosto de falar o que penso, gosto dessa sinceridade, e tento ao máximo concretizar isso, mas nem sempre consigo porque sei que vou incomodar a outra pessoa, e ai acabado não sendo muito verdadeira, nossa, como isso incomoda!
Porque não aceitar a sinceridade na ação do outro e não ficar de dengo depois, de cara feia, ou com raivinha? Sabe, ela foi sincera e vida que segue.
Tão simples gente.

A pessoa te chama para sair, e você não quer ir, mas não pode chegar e falar isso, tem que inventar uma desculpa! Gente a pessoa só não quer sair naquele dia ou para aquele local com você, a amizade não tem que acabar por isso! Ao invés de ouvir uma desculpa, ouça uma verdade! (Ingridy, se você leu isso, isso não é uma indireta para você porque não fui no seu aniversário hahahaha Mesmo!)
Quando alguém faz algum comentário sobre você, e você não acha engraçado mas é forçado a rir para não deixar o outro mal, a pessoa que achou engraçado, ria, a vontade, mas não obrigue o outro a rir também.
Quando você se casa e tem que chamar até o cachorro da vizinha. Porqueeee? Sinto muito, mas no meu casamento só vai quem eu quiser mesmo que vá, se não gostar, senta e chora. As pessoas que não foram convidadas poderiam simplesmente aceitar isso ao invés de ficarem de birra, guardar sentimentos ruins contra o outro.
Se alguém tira uma foto, faz um texto, faz um desenho e pergunta se você gostou, você não gostou, mas não pode falar isso, se não vai estar sendo desagradável, ah vá! As pessoas tem gostos diferentes, eu não posso ter curtido mas um especialista naquilo pode amar. A outra pessoa poderia ouvir um 'não curti muito não' e falar 'tudo bem', e continuar bem com a pessoa que disse não ter curtido. Simples.

Vamos deixar o sentimentalismo de lado, e deixar o livre arbítrio reinar entre nós!

You Might Also Like

0 comentários

Instagram