O alívio, a recompensa.

26 de janeiro de 2011

Quarta-feira, 26 de janeiro de 2011.

Dependendo do colégio, você começa a pensar em vestibular no primeiro ano. Começa a escolher o curso. Então as coisas começam a complicar, ter que escolher uma carreira que você vai exercer para o resto da vida não é fácil, ainda mais se você não tem paixão por nenhuma matéria, por nenhum curso, por nenhuma arte. É aí sim as coisas complicam.
Como mando bem em exatas, e isso não é muito normal, achei que deveria ir para um curso de exatas, decidi que seria algo com química. Nada melhor que engenharia química, não ?
Pronto, estava decidido iria fazer engenharia química. Começou o terceiro ano e junto começou minha dedicação. Descobri que coordenadores podem fazer coisas extraordinárias com o nosso psicológico, comecei a estudar feito louca, passava a tarde toda só com a cara nos livros.

Um amigo meu de internet, me falou que eu havia sumido e que ele achava que nossa amizade ia terminar porque não conversávamos mais, já que estava trocando ele pelos os estudos. Como realmente considerava ele, decidi entrar mais vezes para a gente conversar e manter a amizade. Nossas conversas começaram a se prolongar se prolongar e se prolongar, e elas sempre me fizeram pensar, pensar bastante. Coisas que eu pensava e guardava para mim não conversava com ninguém, ele falava e com ele eu conversava. Sabe, sobre a vida. E isso esta fortemente ligado com vestibular. Deixe-me te explicar.


Enquanto estudava para engenharia química, fui me cansando, não de estudar, mas da matéria, não aguentava mais ter aula de física, química e matemática de manhã e de tarde, ter que fazer todos aqueles exercícios para aprender mais e mais e mais um pouco. Estava exausta, e algo que meu professor de química havia me falado no início do ano ficava vindo a memória a todo instante ' se lá dentro é difícil ? não tem esse ano de vestibular ? é moleza se comparado ao que é lá dentro '. Ou seja, se eu estava exausta aqui imagina eu estudando essas matérias 5 anos seguidos. Eu pensava só até ai, até o momento.
Conversando com um dos meus professores de história, ele me disse que o pai é engenheiro, e fica trancado no escritório, trabalhando em seus projetos, e nunca havia visto um deles sequer pronto.
Comecei a pensar mais, quero dizer, não seriam 5 anos, seria o resto da vida, trancada em um escritório fazendo algo que eu gosto, ou fazendo algo para ganhar dinheiro? Em ano de vestibular você aprende que as pessoas escolhem o curso acima de tudo pelo dinheiro. Óbvio que elas procuram fazer algo que lhe geram prazer, mas não importa se gerar muito ou pouco prazer, contando que ganhe bem, essa é a verdade.

Comecei a tentar procurar outro curso. Mas nenhum do meu agrado. Queria ganhar bem, oras.

Mas minhas conversas com o Lucas me fizeram pensar.
Ok, vou ganhar bem, e as vezes que eu falei daquelas pessoas que não se realizam no trabalho, que trabalham se focando só no dinheiro, que fazem guerras dentro de empresas querendo subir lá dentro, as vezes que vi filmes que tinham personagens assim e eu por dentro os chamava de burros, me transformarei em um deles ? Estava escrevendo meu futuro dessa forma.
Pois bem que se ferre o dinheiro então.
Óbvio que preciso de dinheiro no futuro, quero ter uma vida boa e estável. Mas isso não seria minha prioridade. Além do que, acima de tudo, aprendi que tenho que confiar no meu Deus. Ele sabe de todas as minhas necessidades, e Ele irá me suprir, eu não preciso de muito para viver.

Mas ainda faltava o curso.
Pois bem, minha amiga Sarah Darley me apresentou a um : Museologia.
Li e foi paixão a primeira vista, é exatamente isso. No decorrer do ano as únicas matérias que eu estudava por prazer e não por obrigação eram : História e Literatura, queria algo dentro disso. Aí está. Mas e agora, como falar com o meu pai, que pagou tudo e apostou em engenharia ?
Deus me deu o melhor pai do mundo, digo e repito o melhor pai do mundo, as principais palavras dele quando contei a notícia foram ' Esquece o dinheiro filha, esquece o dinheiro, isso não importa, o que você quer fazer, o que lhe da prazer ? É museologia, então faz museologia, não importa o salário, não importa o que eu gastei contigo esse ano, se você tiver que fazer vestibular de novo, não tem problema. Apenas faça o que você gosta.'

Descobri algo : Deus estava no controle de tudo.

Hoje eu digo, passei na primeira classificação da SISU, segunda-feira faço minha mátricula na Unirio para Museologia.
Estou tão satisfeita, estou aliviada.

A maior recompensa foi ouvir o orgulho do meu pai no telefone quando contei a novidade :
- Passei paaaai, passei, até o momento em terceiro lugar das 50 vagas paai !
- Passou filha passou ? Sério ? Que orgulho filha ! Meus parabéns, estou tão feliz por você ! Em terceiro lugar ? Mesmo que tivesse sido em quadragésimo nono eu estaria orgulhoso de você !

Era capaz de ver o sorriso dele, enquanto ele me dava os parabéns. pelo telefone.


Obrigada Deus .



' Ih, foi mal, a minha é federal '


You Might Also Like

9 comentários

  1. Parabéééééns, Menina!
    Tudo de melhor nessa nova fase de sua vida!
    Sabe que já pensei em fazer técnico em Museologia? A grade do curso é incríveeeel mas foi só um pensamento hahah.

    beijos

    ResponderExcluir
  2. Parabéns! É muito boa essa sensação de "passeeeei, pai!", ne?
    Que você se realize no seu curso, faça por que gosta. E disso eu entendo, tó largando cursos que não gostei sem dor na consciência.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Exatas = ExaUStas. Pense nisso. HAHAHA

    Brincadeiras a parte: PARABÉNS! Mesmo. De verdade. Sinceramente. Demorei muito e sofri mais ainda por me forçar a prestar vestibular por profissões que me trariam dinheiro, mas nenhum prazer. Agora que me assumi fiquei entre bacharelado ou licenciatura em Letras. Coloquei nas mãos de Deus minha universidade, porque já passei tanto perrengue por conta disso e até agora não consegui entrar em nenhuma, sabe, então, como você diz: Ele tem seus planos, não posso desviar disso. Que seja a vontade Dele. Mas parabéns milhões de vezes! Fiquei contente por você :)

    PS: Feliz aniversário atrasadinho! Não fica com 'ciumes' da homenagem pra Sampa, digamos que você é a rosa, dentre as outras rosas, que ilumina o jardim :D

    ResponderExcluir
  4. Parabéns Sarah!! Deus está no controle sempre, a gente é que esquece dele, infelizmente! Bom que vc percebeu antes que exatas não era a sua praia e seu pai é um amor x)
    Tive que cantar "Ih, foi mal, a minha é federal" no meu trote em frente a EstáFÁcio haha foi ótimo! Federal é vida, rs.
    bjos e boa sorte!

    ResponderExcluir
  5. Estou tão feliz por você e acredite, mesmo sem te conhecer! Sei o quanto é duro a vida de vestibulanda. Se Deus quiser meu curso será jornalismoe quer saber? Pra mim o profissional que ganha bem é aquele que faz o que gosta, beijão :*

    ResponderExcluir
  6. Parabéééns, Sarah!
    Essa etapa de escolha de curso é realmente uma coisa muito complicada, mas que bom que deu tudo certo, que você conseguiu encontrar um curso com o qual se identifica =D
    Eu passei pela experiência de deixar um curso que meus pais consideravam bom e ainda por cima numa universidade pública. Foi um período muito difícil, mas como você, descobri que Deus estava e está no controle, e hoje está tudo encaminhado e vou fazer uma coisa que gosto =D
    Esse nosso Deus é bom demais =D
    Beijo, e muitas coisas boas pra você nessa nova etapa!

    ResponderExcluir
  7. VOCÊ PASSOU! E PRA FEDERAL! minha irmã tbm e pelo SiSu tbm, mas só que para turismo na Uff, ficou em 4º entre 12 vagas!!!
    e eu estou com medo de n passar, quero fazer para a UFRJ!

    ResponderExcluir
  8. Parabéns, Sarah!! Foi muito merecido mesmo e que bom que você encontrou um curso que você gosta.
    No colégio, seu sempre fui melhor em exatas mas tenho muita certeza que não quero aquilo pro resto da minha vida. E acho mesmo que não vale a pena fazer um curso só pensando no salário. Uma vez uma amiga minha me disse uma coisa que me fez mudar muito o jeito que eu pensava. Ela disse que, se você for boa no que você faz, você vai se sair bem em qualquer área. E não tem um jeito da gente ser melhor em alguma coisa do que dedicando a fazer o que a gente gosta, né?
    Enfim, boa sorte pra você! E parabéns de novo!
    Beijos.

    ResponderExcluir

Instagram