riacho

sexta-feira, maio 05, 2017

Se ela desse meia volta e olhasse o reflexo do espelho, veria como um riacho.
A questão estava na falta de percepção no olhar das pessoas.
À primeira vista, entre o verde grotesco, ele era apenas um pequeno riacho cru em seu início, sem grandes feituras. Para um olhar atento, um pouco mais à frente se via as ondulações que se formavam e se desfaziam em águas mais largas, e mais largas, e mais largas. Bastava apenas acompanhar o que o riacho tinha a oferecer e estava disposto a mostrar caso o outro tivesse sensibilidade ou interesse, coragem talvez, por estar lindando com algo que não mostra de primeira toda sua beleza.
O riacho ao se desnudar era de beleza tal qual a nossa natureza imaginária, era grande, forte, quente por dentro, destemido em seu avançar, volumoso não apenas externamente mas por si só. Então se descobria que ele era cativante, pois quando compreendido em sua totalidade era algo realmente belo de se ver e gracioso de se estar perto.
Seu reflexo era o de um riacho.
Amizade

Drops semanais (ou quase)

sábado, abril 15, 2017
Estava vendo essas fotos e pensando que fazia posts com os passeios que dou por aí com uma frequência muito maior do que faço atualmente, acredito ser porque costumo compartilhar uma boa parte deles no instagram e também estava sem câmera fotográfica.

Agora eu tenho câmera de novo (yay!) e estou dando uma descansada de instagram, então meio que sem pensar muito vim parar aqui fazer esse post recheadaço de fotos.

Eu vivo querendo tempo para ficar em casa, sou essa pessoa que torce para o outro cancelar compromisso porque amo ficar de boas no meu cafofo. Mas também sou essa pessoa que vive marcando rolê porque amo aproveitar o Rio e sair com gente querida, e aí quando paro em casa amo ao mesmo tempo que me questiono porque não estou por aí ~vivendo~ pois é, não tem como entender. Amo conhecer lugares novos e voltar nos que já amo e anseio e desejo ficar em casa fazendo nada, então vivo nesse conflito desejando um querendo o outro haha.

Abril é cheio de feriado e esse primeiro eu consegui me dar as duas coisas que sempre quero, fiquei sexta feira em casa só descansando a mente e o corpo e hoje, sábado, sai. Fui com uma amiga e com a Debs no MAC (Museu de Arte Contemporânea) e no Boulevard Olímpico. Nunca tinha ido em ambos, como boa museóloga e apreciadora de arte (especialmente moderna) sempre quis ir no primeiro, já no segundo nunca fiz muita questão por todas as questões de gentrificação que esse espaço envolve.

Basicamente andamos muito e tiramos muita foto. Então fica aqui registrado esse dia como um falso drop semanal hehe.
































Thally <3


Momentos

Cansei

quarta-feira, abril 12, 2017
Das repetições.
Das interrupções.
Das pausas longas.
Dos não entendidos.
Das grandes dúvidas.
Do não assumir.
Do não desculpar.
Do não se importar.
Do não saber.
Da falta de sentimentos.
Dos desajustes.
Do não encaixe.
Da falta de contato.
Da falta do tocar.
Do não satisfazer.
Da satisfação rápida.
Do não aprofundar.
Do me negar.
Do nunca ser bom o suficiente.

Da falta do cuidar
Da falta do partilhar.
Do não transbordar.
Do diminuir.
Do não se responsabilizar.
Da pequenez.
Do limitar.
Das culpas.
Do ser eu.
Do não compreender.
Do faltar.
Do não dar.
Do não poder.
Da omissão.
Do enrolar.
Do não se esforçar.
Da sinceridade doída.
Do incômodo constante.
Do não ser bom o suficiente.

Do medo.
Da ansiedade.
Do esperar.
Do pedir.
Das não referências.
Do julgar.
Do não julgar.
Dos resquícios.
Da falta de querer.
Do quando bem querer.
Da dor.
Das insônias.
Das inquietações.
Do nunca saciar.
Do comodismo.
Do pouco.
Do fazer mal.
Da falsa sensação.
Do me culpar.
Da não construir.
Do ser bom o suficiente.

Da falta de amor próprio.

Posso te conhecer melhor?

terça-feira, abril 11, 2017
Hey vocês!

Eu escrevo nesse blog vai fazer 7 anos (no fim do ano) e por aqui já passou muita gente, vejo isso através dos comentários. Mas nos últimos anos os números de comentários foram diminuindo cada vez mais (raro demais quando recebo um!) mas o número de acesso aumentou de forma absurda, daí bate a curiosidade, quem são vocês? De onde vocês vem? Para onde vão?

Mas falando sério, gostaria muito de te conhecer e saber mais sobre você e seu interesse nesse espaço, então você fala comigo ao invés de só me ouvir falar? Eu vou amar.

É só tirar um tempinho para preencher esse formulário que eu criei pra isso, pode ser? Pode responder clicando nesse link ou no formulário abaixo.

Obrigada!

Instagram